domingo, 6 de setembro de 2015

Passos Contraditórios

No dia 3 de setembro o Observador (e outros jornais) publicou a notícia sobre a recusa de Passos Coelho aos Gato Fedorento. O primeiro ministro não quer ir ao programa apresentado por Ricardo Araújo Pereira porque Paulo Portas já assegurou a sua presença e se Passos também fosse estar-se-ia "a duplicar".

Nesse mesmo dia escrevi na caixa de comentários desta notícia que a justificação do chefe de estado era ridícula uma vez que Passos Coelho inviabilizou um debate com as principais forças partidárias porque queria que Portas também estivesse presente. Afinal, o que quer o PM? Talvez confie mais nas capacidades do seu companheiro de coligação do que em si próprio.


A propósito deste tema Ricardo Araújo Pereira revelou qual seria a primeira pergunta que faria ao atual primeiro ministro: "O homem que exerceu esse cargo antes de si está preso. Podemos ter esperança que lhe aconteça o mesmo a si?"


Esta pergunta só pode ser colocada por um humorista, mas tem toda a pertinência. O que responderia Passos? Se garantisse que isso era impossível, estaria a subentender que Sócrates está preso porque cometeu atos criminosos que ele nunca cometeu.


Seria muito interessante ouvir Passos Coelho, responder a esta pergunta que, invariavelmente, poderia trazer para a campanha o tema Sócrates com toda a força.

Sem comentários:

Publicar um comentário